Hipnose Ericksoniana

(Soma-se a neurociência, rapport e a ressignificação)

Há um mix de recursos que utiliza técnicas, ferramentas e conhecimentos de diversas ciências como a administração, gestão de pessoas, psicologia, neurociência, recursos humanos, planejamento estratégico, linguagem ericksoniana entre outras visando à conquista de grandes e efetivos resultados em qualquer contexto, seja pessoal, profissional, social, familiar, espiritual ou financeiro. Essas técnicas vem ao longo de anos se infiltrando na igreja como forma de promover mudanças nas pessoas, quando essa Obra é do Espírito Santo.

Algumas explicações

Neurociência comportamental: ligada à psicologia comportamental, é a área que estuda o contato do organismo e os seus fatores internos, como pensamentos e emoções, ao meio e aos comportamentos visíveis, como fala, gestos e outros.

**Neurociência cognitiva: estudo voltado à capacidade cognitiva (isto é, desenvolvimento intelectual através do pensamento, linguagem, percepção,  memória, raciocínio entre outros fatores), que fazem parte do, em que estão inclusos comportamentos ainda mais complexos, como memória e aprendizado.

Hipnose Ericksoniana promove intervenções no sentido de criar mudança de comportamento, crenças e valores; na significação da importância de Viver o aqui e agora; na formação de uma comunicação mais efetiva em liderança no contexto profissional, e a partir do processo hipnótico Ericksoniano pode desenvolver sessões de “Coaching” (treinamento) ainda mais poderosas e efetivas com a auto-hipnose.

Hipnose é um estado mental / comportamento usualmente induzidos por um procedimento conhecido como indução (provocar) hipnótica (sono), o qual é geralmente composto de uma série de instruções e sugestões. O uso da hipnose com “propósitos terapêuticos” é conhecido como "hipnoterapia".

O termo "hipnose" (gr hipnos = sono + latim osis = processo) deve o seu nome ao médico e pesquisador britânico Dr. James Braid (1795-1860). Hipnos era também o nome do deus grego do sono.

Contudo, talvez a definição mais objetiva possível de hipnose seria a seguinte: alguém comanda (o hipnotista) e alguém obedece (o hipnotizado), geralmente de modo extremo ou pouco comum.

A Palavra diz em Is 19;3 E o espírito do Egito se esvaecerá no seu interior, e destruirei o seu conselho; e eles consultarão aos seus ídolos, e encantadores... 

Segundo os defensores por instrução verbal através de um “profissional”, o domínio induzido da mente através da visão e da audição, levar a inconsciência da realidade (sono), buscando a causa de uma suposta inconformidade, seja ela, mental ou comportamental, corrigindo para tirar algum proveito próprio no mundo real.

No coaching (treinamento), por exemplo, o trabalho hipnótico com a abordagem Ericksoniana “leva” a pessoa sobre novas opções na vida e “inibe” padrões de sentimentos e comportamento indesejáveis ao interesse de uma necessidade.

Coaching é um processo que visa produzir mudanças positivas e duradouras em um curto espaço de tempo de forma efetiva e acelerada, alterando um indivíduo “tecnicamente” de seu estado mental atual e levá-lo ao estado desejado (que alguém deseja!), de forma rápida e satisfatória, a fim de alcançar metas de forma objetiva.

A conexão entre a hipnose (qualquer técnica) e o misticismo oriental é evidente. Nas várias profundidades do transe hipnótico, pacientes descrevem experiências que são idênticas a da consciência cósmica e auto-realização induzidas pelo transe da ioga.

Observe a explicação: Eles primeiro experimentam uma paz profunda, depois a separação do corpo, depois a liberação de sua própria e pequena identidade a fim de fundirem-se com o Universo, e o sentimento de que eles são tudo e não têm qualquer limitação para o que podem experimentar ou se tornar.

A linguagem ou técnica hipnótica começou como parte do ocultismo e da religião falsa. A Bíblia fala fortemente contra todas as práticas das falsas religiões e do ocultismo.

O SENHOR (YAHWEH) deseja que o Seu povo, com suas necessidades, se volte para Ele, e não para aqueles que praticam feitiçaria, adivinhação ou encantamento. Ele avisa Seu povo para não seguir médiuns, mágicos, encantadores, feiticeiros, e aqueles que consultam os mortos (Dt 18;9-14).

A hipnose, tal como é praticada hoje, é identificada na Bíblia como "encantamento".

Na linguagem ou técnica hipnótica, a fé é transferida do SENHOR (YAHWEH) e de Sua Palavra para o hipnótico e sua técnica. A hipnose, por outro lado, opera na base da ilusão, como:

A técnica leva o estabelecimento de confiança, harmonia e cooperação em uma relação. A confiança diminui a tensão interpessoal e faz com que a pessoa fique mais à vontade à idéias,  “’segundo um propósito”. Essa técnica é chamada de rapport (uma palavra de origem francesa e não tem tradução para o português), é aplicada, dentro da PNL* (Programação Neuro Linguística).

Outro método é a ressignificação,  utilizado em neurolinguística para fazer com que pessoas possam atribuir “novo significado a acontecimentos” através da mudança de sua visão de mundo, ou seja, induz a pessoa a modificar “ a maneira”  pelo qual uma percebe os acontecimentos a fim de alterar o significado desses em sua mente, a fim  de “mudar” as respostas e os comportamentos.

Através da ressignificação, a pessoa é levada a pensar, segundo o interesse “dealguém”  quanto ao  modo de ver as coisas, ter novos pontos de vista ou levar outros fatores em consideração, sempre dentro do contexto de interesse “de alguém”.

Lv 19; 26b ...não usareis de encantamentos....

O QUE A PALAVRA DIZ

  • O SENHOR (YAHWEH) fala ao Seu povo através da mente consciente e racional. Ele criou os indivíduos como criaturas que fazem escolhas conscientes e volitivas.
  • Ele enviou o Seu Santo Espírito para habitar nos cristãos a fim de capacitá-los a confiar nEle e obedecer-Lhe através do amor e da escolha consciente.
  • Jesus Cristo (Yeshua Hamashia) alertou Seus seguidores contra o engano.

RISCOS

2 Co 11;14  E não é de admirar, porquanto o próprio satanás se disfarça em anjo de luz.

Depois que uma pessoa abre a sua mente para o engano através da hipnose, ela pode se tornar muito mais vulnerável a outras formas de fraude espiritual, ou seja, pode gerar as imitações demoníacas do exercício da verdadeira fé.  

Se a hipnose gera qualquer forma de “fé e adoração” no “eu”, portanto não dirigida apenas para o SENHOR (YAWEH, qualquer pessoa que se submete ao ensino de recursos que utiliza entre outras técnicas, linguagem ericksoniana visando à conquista de grandes e efetivos resultados em qualquer contexto, seja pessoal, profissional, social, familiar, espiritual ou financeiro, está fazendo o papel de “prostituta” na esfera espiritual, ou seja, traindo o SENHOR.

Ele abre um indivíduo para experiências psíquicas e de possessão demoníaca.

Satanás está agindo quando os médiuns entram em transe hipnótico e contatam os "mortos”, quando os clarividentes revelam informações que eles não poderiam conhecer de forma alguma, quando os prognosticadores, através de auto-hipnose e “revelam o futuro”.

CONCLUSÃO

Quaisquer técnicas no hipnotismo são demoníacas, portanto potencialmente perigosas, pois ligada ao ocultismo, com seus efeitos maléficos, produz uma “fraude espiritual”. Dessa maneira o cristão deve evitá-la completamente, diante de qualquer motivo, pois no momento em que alguém se rende à porta do ocultismo, mesmo em nome da "ciência" e da "medicina", ele se torna vulnerável aos poderes das trevas.

2 Rs 21;6 [e Manassés]...fez passar seu filho pelo fogo. E usou de augúrios, e de encantamentos [técnicas de hipnose],....fez mal aos olhos do SENHOR, provocando-O à ira.

Quanto aos filhos de SENHOR (YAWEH), que confessam Jesus Cristo (Yeshua Hamashia) como Senhor, deve estar a Palavra do SENHOR (YAHWEH) em Números 23;23

Pois contra Jacó não vale encantamento, nem adivinhação contra Israel...

As bênçãos do SENHOR (YAHWEH) proferidas a Abraão, Isaque e Jacó são extensivas até o fim dos tempos a todos quantos verdadeiramente O tem Criador, Todo-Poderoso, por seu SENHOR (YAHWEH) pessoal, único e soberano sobre a nossa vida, e que Ele é o que dá a unção e chama as vidas.

Jo 6;37 Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.